II Simpósio sobre Geopark Corumbataí acontece na UNICAMP

As inscrições para participar do II simpósio já foram encerradas!

Nesta sexta-feira, 30 de agosto, acontece o “II Simpósio dos Municípios da Bacia do Rio Corumbataí para criação de Geoparque”, iniciativa que visa implementar um Geoparque UNESCO no território da Bacia do Rio Corumbataí. As inscrições já foram encerradas, com mais de 250 pessoas inscritas, de variadas áreas de ocupação e atuação. 

Este segundo simpósio tem o compromisso de dar continuidade às atividades realizadas junto aos oito
municípios da Bacia do Corumbataí para a implementação do Geopark UNESCO neste território, que integra as cidades de Analândia, Charqueada, Corumbataí, Ipeúna, Itirapina, Piracicaba, Rio Claro e Santa Gertrudes. O evento acontecerá na sexta-feira, 30 de agosto, das 9h às 17h, no Auditório UL12 da Faculdade de Ciências Aplicadas (Unicamp de Limeira), localizada à Rua Pedro Zaccaria, nº 1300, no Jardim Santa Luiza. A entrada é gratuita e aberta ao público. Aos inscritos que comparecerem será fornecido Certificado.

Este II Simpósio será
dividido em dois momentos. Às 9h haverá a Abertura Oficial, e em seguida, a composição da Mesa 1 – Ações e Desafios dos Municípios para a
implantação do Geoparque
, por meio da qual haverá a apresentação das ações e desafios em curso dos oito municípios da Bacia para a criação de um Geopark UNESCO neste território.
Às 10h30 ocorrerá a palestra com o Coordenador de Desenvolvimento Territorial e Geoturismo do Geopark Araripe (único Geopark Unesco do Brasil), Prof. Ms. Eduardo Guimarães, da Universidade Regional do Cariri (URCA).

No período da tarde será dada procedência ao segundo momento das
atividades, com a estruturação da Mesa 2. Por um Geopark na Bacia do Rio
Corumbataí
. Na ocasião, o diretor do Instituto de Geociências e
Ciências Exatas, da Universidade Paulista (Unesp de Rio Claro), Prof. Dr. José Alexandre Perinotto, ministrará exposição sobre o Projeto do Parque Geológico Assistência, em Rio Claro, possível futura sede do Geoparque.

Na oportunidade, o pós-graduando e Geólogo André Kolya, da Unesp de Rio
Claro, compartilhará os estudos sobre o mapeamento de novos geossítios, ou
seja, pontos de interesse internacionais, nacionais, regionais e locais, no
âmbito da Bacia do Corumbataí, como grutas, cavernas, nascente, afloramento de
rochas encontrados na região. Trata-se do 1º inventário do Projeto Geoparque
Corumbataí, fruto de uma pesquisa de mestrado de Kolya, e que teve dois anos de duração. “O estudo contou com mais de 500 horas de atividades de campo e cerca
de 1000 trabalhos consultados. O projeto resultou na criação de um sistema de banco de dados com 170 locais cadastrados”, conta o geológo.

Após a exposição de Kolya, o Secretário Executivo do Consórcio PCJ,
Francisco Lahóz, e a Promotora de Justiça do GAEMA – Piracicaba, Dra. Alexandra
Facciolli, comentarão sobre a importância deste modelo de ordenamento
territorial. Às 15h30 haverá “Roda de Conversa” (Workshop) com os representantes dos oito municípios, comandada pela
equipe do Projeto Geoparque Corumbataí e Prof. Eduardo Guimarães (Geopark
Araripe), com o propósito de compartilhar experiências e apresentar soluções
para os desafios trazidos pelos municípios visando à criação de um Geopark
UNESCO.

“A Geodiversidade é uma das principais bases que permitiram o desenvolvimento da
humanidade, desde a pré-história até os dias de hoje. Apesar disso, os temas
relacionados à geologia costumam ser distantes do público devido à complexidade
de interpretação. A geoconservação é uma ciência inovadora que veio para
quebrar esse paradigma. Por meio de ações de ciência, educação e turismo, a geoconservação oferece ferramentas para proteger e divulgar o geopatrimônio. Os Geoparques são o braço socioeconômico dessa estratégia, por meio do uso
sustentável da Geodiversidade como atrativo e da musealização do território,
fornecendo oportunidades de cultura, lazer e 
renda para toda a comunidade”, explica André Kolya.

O “II Simpósio dos Municípios da Bacia do Rio Corumbataí para criação de
Geoparque” é promovido pela Faculdade de Ciências Aplicadas – FCA (Unicamp de Limeira) e Instituto de Geociências e Ciências Exatas – IGCE, Campus de
Rio Claro da Universidade Estadual Paulista – UNESP e tem o apoio
do Programa de Pós Graduação em Ensino e História das Ciências da Terra
(PEHCT), do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas –
UNICAMP, com o Grupo de Pesquisa CNPQ Aquageo Ambiente Legal, e
Consórcio PCJ.

Outras informações sobre o Projeto Geopark podem ser obtidas por meio do e-mailgeoparkcorumbatai@gmail.com ou
pelo número de whatsapp (19) 9 9741-6195.

Nathalie Gallo – Jornalista
MTB 0082608/SP

(19) 9 9741-6195

ngallo.mestranda@gmail.com

https://geoparkcorumbatai.com.br/

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: