Geólogos de Rio Claro apresentam estudo para salvar fósseis da era paleozoica

Coquina de bivalves da Formação Corumbataí (Permiano da Bacia do Paraná) foi localizada em geossítio dentro da área urbana do município de Rio Claro. Logo verificou-se que esta ocorrência fossilífera é única na região, porém encontra-se em local com alto risco de degradação.

Em face desta situação, uma equipe da UNESP realizou um estudo de Geoconservação no local, concluindo que trata-se de um geossítio de alta relevância, com elevado potencial científico e educativo. O trabalho, apresentado no evento científico PaleoSP, resultou no pedido de proteção ambiental da área junto à prefeitura. O resumo do trabalho pode ser baixado clicando aqui .

%d blogueiros gostam disto: