Inventário do Geoparque Corumbataí é publicado pela Unesp

Cavidade natural mapeada no âmbito do projeto. Foto: Kolya AA, 2019.

Nesta terça, 11 de junho, o Repositório Institucional da Unesp publicou os resultados do 1º inventário do Projeto Geoparque Corumbataí. Fruto de uma pesquisa de mestrado, o estudo fez um levantamento e análise dos locais de interesse geológico na Bacia do Rio Corumbataí.

A publicação é fruto de um estudo de 2 anos, que contou com mais de 500 horas de atividades de campo e cerca de 1.000 trabalhos consultados. O projeto resultou na criação de um sistema de banco de dados com 170 locais cadastrados.

Mapa dos locais de interesse geológico cadastrados no Projeto Geopark Corumbataí. Fonte: Kolya, 2019.

Além de identificar os pontos de interesse, o projeto publicado realizou a quantificação do valor científico e dos potenciais de uso educativo e turístico dos locais. Neste sentido, foram identificados diversos pontos de relevância internacional, que podem projetar a região ao cenário internacional.

Um exemplo são os Mesossaurídeos, fósseis que ajudaram a comprovar uma das mais importantes teorias das Ciências da Terra: a Deriva Continental. Estes fósseis são encontrados em diversos locais do Geoparque Corumbataí e, desde o século IX, são estudados por pesquisadores de diversos países.

Além do levantamento, o estudo publicado apresenta alguns materiais de valorização da Geodiversidade. Esses materiais incluem guias de campo, vídeos educativos e painéis interpretativos feitos para apoiar ações educativas.

Para acessar o trabalho, faça o download na página do repositório clicando aqui.

Para citar o trabalho, utilize: KOLYA, A. de A. Inventário, quantificação e valorização do geopatrimônio na Bacia do Rio Corumbataí (SP): subsídios ao Projeto Geoparque Corumbataí. 2019. Dissertação (Mestrado em Geociências e Meio Ambiente) – Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, SP, 2019.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: