Apresentação do Banco de Dados dos sítios do Geopark Corumbataí

Defesa de mestrado da Unesp Rio Claro apresenta o resultado do levantamento de 170 sítios de interesse geológico na região do Projeto Geopark Corumbataí

Na tarde do dia 11 de abril, quinta-feira, o PPG Geociências e Meio Ambiente da Unesp Rio Claro receberá a defesa de pesquisa de mestrado que apresenta o Banco de Dados do Projeto Geopark Corumbataí.

Convite para apresentação do projeto "Inventariação, Quantificação e Valorização do Geopatrimônio na Bacia do Corumbataí: Subsídios ao Projeto Geopark Corumbataí. Quinta-feira, 11 de abril de 2019, às 14h no Anfiteatro da Pós-Graduação em Geociências e Meio Ambiente - Unesp Rio Claro - Av. 24A, 1515. André de Andrade Kolya e Prof. Dr. José Eduardo Zaine
Convite para a apresentação do projeto

O mestrando André de A. Kolya realizou inventário e quantificação dos valores e potencialidades de geossítios e sítios da geodiversidade. Além disso, também serão apresentadas propostas de materiais educativos com finalidade de valorizar o geopatrimônio. O orientação do trabalho foi responsabilidade do Prof. Dr. José Eduardo Zaine, do Instituto de Geociências e Ciências Exatas.

Entre os resultados do projeto, diversos mapas apresentando e classificando o geopatrimônio do Geopark Corumbataí. Na imagem, mapa dos 170 sítios de interesse geológico inventariados na região do Projeto Geopark Corumbataí.
Entre os resultados do projeto, diversos mapas apresentando e classificando o geopatrimônio do Geopark Corumbataí. Mapa: André Kolya.
Resultados abrangem 9 municípios e podem beneficiar diversas iniciativas de desenvolvimento socioeconômico sustentável

A apresentação será a finalização de uma pesquisa de 3 anos sobre a geodiversidade e geopatrimônio da Bacia do Corumbataí. Os sítios levantados pertencem aos municípios de Analândia, Charqueada, Corumbataí, Ipeúna, Iracemápolis, Itirapina, Piracicaba, Rio Claro e Santa Gertrudes.

Projeto evonveu trabalhos de campo para o levantamento de sítios naturais, bem como atividades geoturísticas e geoeducativas para aplicar e avaliar os métodos propostos. Na foto, alunos estudam afloramento na região de Piracicaba.
Projeto evonveu trabalhos de campo para o levantamento de sítios naturais, bem como atividades geoturísticas e geoeducativas para aplicar e avaliar os métodos propostos. Foto: Fabíula Arantes.

Os resultados devem subsidiar futuras estratégias de Geoconservação no âmbito do Projeto Geopark Corumbataí. Além disso outras estratégias de desenvolvimento regional, como a RT Serra do Itaqueri, devem se beneficiar do projeto.

A pesquisa também envolveu a organização e participação em eventos para divulgação do projeto, coleta de dados e apresentação de resultados preliminares. Na foto, caravana reunião pública organizada no município de Rio Claro.
A pesquisa também envolveu a organização e participação em eventos para divulgação do projeto, coleta de dados e apresentação de resultados preliminares. Foto: André Kolya.
Avaliação do projeto será feita por especialistas da área de grande renome no Brasil

Para avaliar o projeto, foi convidada a Profa. Dra. Maria da Glória Motta Garcia, da USP, e o Prof. Dr. Gilson Burigo Guimarães, da UEPG. Docentes especialistas em Geoconservação e com importante experiência em inventário e educação.

A defesa será aberta ao público e acontecerá no dia 11/04, às 14h00 no Anfiteatro “Prof. Dr. Vicente J. Fulfaro”, localizado no prédio do Programa de Pós-Graduação em Geociências e Meio Ambiente, da Unesp Rio Claro. A Unesp fica na Avenida 24A, nº 1515, Bairro Bela Vista. Veja o mapa aqui.

Vídeo educativo sobre os paleoambientes cujo registro é encontrado nas rochas do Projeto Geopark Corumbataí

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: