Limeira recebe representante do Araripe Geopark no Simpósio da FCA

Limeira recebe representante do Araripe Geopark no Simpósio da FCA

A Cidade de Limeira contará com a participação do Araripe Geopark, único Geoparque brasileiro já certificado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), no “II Simpósio dos Municípios da Bacia do Rio Corumbataí para criação de Geoparque”, que ocorre no próximo dia 30, das 9h às 17h, no Auditório UL12 da Faculdade de Ciências Aplicadas – FCA (Unicamp de Limeira), localizada à Rua Pedro Zaccaria, nº 1300, no Jardim Santa Luiza.

Na ocasião, o coordenador do setor de Desenvolvimento Territorial e Geoturismo do Geopark Araripe, Prof. Mestre Eduardo Guimarães, realizará a palestra “Ações e Desafios dos Municípios para a implantação do Geoparque”, às 10h30, no dia 30 de agosto. A entrada é gratuita e aberta ao público. Aos inscritos que comparecerem será fornecido Certificado.

O Projeto Geopark Corumbataí é uma iniciativa que visa implementar um Geoparque no território da Bacia do Rio Corumbataí, do qual fazem parte os municípios de Analândia, Charqueada, Corumbataí, Ipeúna, Itirapina, Piracicaba, Rio Claro e Santa Gertrudes. Após sua implantação, a próxima etapa é buscar a certificação Geopark da UNESCO. Este segundo simpósio tem o compromisso de dar continuidade às atividades realizadas junto aos oito municípios da Bacia do Corumbataí para a implementação do Geopark UNESCO neste território da Bacia.

Eduardo Guimarães explica que o Programa Geoparques Mundiais da UNESCO tem como objetivo principal o desenvolvimento regional sustentável a fim de salvaguardar o patrimônio tangível e intangível, além de fomentar alternativas e estratégias convergentes para a sustentabilidade e geração de oportunidades aos stakeholders do seu território. “Tenho a honra de participar de um importante momento de discussão da temática, apresentar o Geopark Araripe, há 12 anos o único Geoparque Mundial da UNESCO no Brasil e o primeiro das Américas. Será um momento para partilhar os resultados positivos, os nossos desafios cotidianos na gestão do território e a contínua necessidade de colaboração das diversas entidades e atores que todos os dias vivem o Cariri Cearense”, declara.

Guimarães aproveitará a oportunidade para também discorrer no simpósio sobre o Projeto Geopark Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina na Bahia, que tem a colaboração técnica do Geopark Araripe para formulação da proposta à UNESCO e apresentar o conceito do “Exercício Verde” enquanto inovadora e promissora estratégia ao desenvolvimento territorial e que vem se tornando modelo para a Rede Latino Americana e Caribenha de Geoparques (GEOLAC). “Nesta estratégia, destaca-se o Circuito de Corridas Geopark Araripe que já movimentou mais de dois milhões de reais no território e fortaleceu a cultura sustentável do estilo de vida saudável, da conservação e promoção do patrimônio local e do desenvolvimento do orgulho de pertencimento”, expõe.

O “II Simpósio dos Municípios da Bacia do Rio Corumbataí para criação de Geoparque” é promovido pela Faculdade de Ciências Aplicadas – FCA (Unicamp de Limeira) e Instituto de Geociências e Ciências Exatas – IGCE, Campus de Rio Claro da Universidade Estadual Paulista – UNESP e tem o apoio do Programa de Pós Graduação em Ensino e História das Ciências da Terra (PEHCT), do Instituto de Geociências da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, com o Grupo de Pesquisa CNPQ Aquageo Ambiente Legal, e Consórcio PCJ.

“Certamente esta será uma grande oportunidade de estreitar laços entre o Geopark Araripe e a Universidade Regional do Cariri (URCA), com os ilustres colegas e departamentos da UNICAMP e UNESP aderentes à temática”, diz, ainda, o coordenador do setor de Desenvolvimento Territorial e Geoturismo do Araripe Geopark.

Outras informações sobre o Projeto Geopark Corumbataí podem ser obtidas por meio do e-mailgeoparkcorumbatai@gmail.com, pelo número (19) 99741-6195 ou pelo por meio do whatsapp (19) 9 9287-9849.

Eduardo Guimarães

Eduardo Guimarães é Educador Físico e pesquisador em Ciências da Saúde e Ambientais; Doutorando em Ciências do Desporto e membro da Cátedra UNESCO em Geoparques Desenvolvimento Sustentável e Estilo de Vida Saudável pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) de Portugal, Mestre em Saúde Coletiva pela Universidade Católica de Santos e graduado na tradicional Faculdade de Educação Física de Santos (FEFIS). É professor efetivo da Universidade Regional do Cariri no Ceará (URCA) no Centro de Ciências Biológicas da Saúde nas cadeiras de Anatomia Humana e Atividades Aquáticas, ministra ainda nas especializações de Medicina do Esporte, Nutrição Esportiva, Gestão Esportiva, Personal Training e Saúde da Família.

Nathalie Gallo – Jornalista
MTB 0082608/SP

(19) 9 9741-6195

ngallo.mestranda@gmail.com

https://geoparkcorumbatai.com.br/

Unesp, Unicamp e USP se unem no 1º Encontro Paulista de Estudantes de Geologia

Pangea Paulista no Geoparque Corumbataí
Participantes do Pangea Paulista em atividade de campo. Foto: Zaine 2019.

Este sábado (25/5) foi um dia repleto de atividades na Unesp de Rio Claro. A Universidade rioclarense sediou o 1º Encontro Paulista de Estudantes de Geologia.

Uma iniciativa do Instituto de Geociências e Ciências Exatas (IGCE), o evento teve o objetivo de integrar os estudantes dos cursos de Geologia do Estado de São Paulo.

Professores responsáveis pela atividade . Foto: Zaine 2019.

O encontro reuniu cerca de 100 estudantes, que desenvolveram diversas atividades dentro da Universidade e um roteiro de campo. O evento também reuniu o Prof. Dr. Paulo César Boggiane, coordenador do curso de geologia da USP e Prof. Dr. Vinícius Teippo Meira, da Unicamp. Da Unesp participaram o Prof. Dr. José Alexandre Perinotto, diretor do IGCE, Prof. Dr. Fábio Vieira Reis, presidente da Febrageo, Prof. Dr. José Eduardo Zaine e Profa. Dra. Rosemarie Rohn Davies do Departamento de Geologia.

O evento iniciou com uma palestra sobre a geodiversidade da região, no lotado auditório do IGCE. Após um lanche, os participantes visitaram os museus de geociências da Unesp. Em seguida, o grupo embarcou em 3 ônibus para uma visita de campo à frente de lavra da Partecal Calcários no distrito de Assistência.

Auditório lotado com os participantes do Pangea Paulista. Foto: Zaine 2019.

A atividade foi um sucesso e contou com o interesse e a animação dos participantes. O encontro deve se tornar recorrente, com as próximas edições nas outras universidades paulistas. O evento já foi apelidado pelos participantes de Pangea Paulista, em referência ao paleosupercontinente que agregava diversas massas continentais.

Equipe do Geopark Corumbataí participa de Congresso em São Paulo

Equipe do Geopark Corumbataí participa de Congresso em São Paulo
Participação no evento envolveu um curso sobre criação de Geoparques, apresentações de trabalhos e fortalecimento dos laços com pesquisadores e instituições do Brasil e outros países.

Na semana de 14 a 17 de maio, equipe do Projeto Geopark Corumbataí esteve na cidade de São Paulo para participar do I ProGEO (Congesso Brasileiro de Profissionais das Geociências).

O evento ocorreu nas instalações do moderno Centro de Difusão Internacional da Universidade de São Paulo. Participaram da semana estudantes e profissionais em Geociências do Brasil e outros países.

Materiais do kit do Congresso Brasileiro de Profissionais das Geociências
Materiais do kit do Congresso Brasileiro de Profissionais das Geociências. Foto: Kolya AA 2019.
O Projeto Geopark Corumbataí foi representado por 3 membros da equipe. Estiveram presentes a Profa. Mariselma Zaine, Prof. José Eduardo Zaine e o geólogo pesquisador André Kolya.

Os participantes tiveram oportunidades de aprendizagem e trocas de experiência. Vários representantes de Projetos de Geoparques pelo Brasil estiveram presentes, possibilitando a integração e colaboração entre eles.

Registro de alguns dos participantes do Congresso, provenientes da Universidade Estadual Paulista, uma das universidades coordenadoras do Projeto Geopark Corumbataí. Foto: Colaborador 2019.

Um dos destaques do evento foi o curso Geoparques: critérios para criação e exemplos no Brasil, ministrado pelo Prof. Marcos Nascimento. Professor da UFRN e coordenador do Projeto Geoparque Seridó, o professor Marcos é um grande parceiro do Projeto Geopark Corumbataí.

Prof. Marcos Nascimento cita o Projeto Geopark Corumbataí durante o curso de Geoparques, que contou com participantes de outras regiões do Brasil e do Chile. Foto: Kolya AA 2019.

Durante a semana, o pesquisador André Kolya também teve a oportunidade de apresentar uma parte do trabalho realizado no Geopark Corumbataí. O trabalho intitulado Tecnologias aplicadas à Geoconservação: Banco de dados para a inventariação e quantificação do Geopatrimônio despertou grande interesse do público espectador. Além disso, o trabalho apresentado gerou diversas oportunidades de parcerias com outros Projetos.

Geólogo pesquisador André Kolya apresenta trabalho sobre a ferramenta de banco de dados desenvolvida para o levantamento dos sítios de interesse geológico do Projeto Geopark Corumbataí. Foto: Natália Eschiletti 2019.

A participação no ProGEO foi muito proveitosa para o desenvolvimento do Geopark Corumbataí. A equipe agradece toda a comissão organizadora do evento. Graças às discussões e contatos realizados durante a semana, serão desenvolvidas diversas novas atividades no Projeto.

Geopark Corumbataí participa do 1° Encontro Internacional Geopark Araripe

Encontro Internacional Geopark Araripe reuniu, durante 4 dias, as maiores autoridades em Geoconservação do Brasil e outros países
Reportagem: TV Verde Vale.

No final de fevereiro, membros da equipe do Projeto Geopark Corumbataí estiveram na Universidade Regional do Cariri (URCA) para o 1° Encontro Internacional Geopark Araripe.

O evento contou com diversas palestras, workshops, conferências, apresentações de trabalhos, mesas-redondas, painéis, excursões e eventos culturais.

Dr. Flávio Henrique Rodrigues expõe suas considerações durante o evento. Foto: Unesco.
Dr. Flávio Henrique Rodrigues expõe suas considerações durante o Encontro Internacional Geopark Araripe. Foto: Unesco.

O Geopark Corumbataí foi representado pela Profa. Dra. Luciana Cordeiro de Souza Fernandes, da Unicamp Limeira e o Dr. Flávio Henrique Rodrigues, da Unesp Rio Claro.

Evento contou com a participação diversos membros da Unesco, Rede Latinoamericana e Caribenha de Geoparques e Sociedade Brasileira de Geologia.
Massimiliano Lombardo, do Escritório Unesco Brasil e Profa. Dra. Luciana Cordeiro Souza Fernandes do Projeto Geopark Corumbataí. Foto: Luciana Souza Fernandes.

Com público de diferentes áreas do conhecimento, o evento reuniu diversos pesquisadores, membros de Geoparks no Brasil e no mundo, e representantes da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

A equipe do Geopark Corumbataí teve a oportunidade de trocar experiências e trazer ideias inovadoras para serem aplicadas em nosso Projeto

Texto: André Kolya

Reunião da Caravana Geopark Corumbataí acontece em Piracicaba no dia 27

Reunião da Caravana Geopark Corumbataí acontece em Piracicaba no dia 27

Entre os objetivos é discutir sobre o desenvolvimento do turismo geológico desde Analândia até Piracicaba.

 

A 8ª edição da Caravana Geopark Corumbataí acontece na próxima terça-feira,  27, às 19h, no Anfiteatro da Biblioteca Municipal Ricardo Ferraz de Arruda Pinto, localizado à Rua Saldanha Marinho, nº 333, no Centro de Piracicaba. A reunião é gratuita e aberta ao público.

Convite Caravana Geopark em Piracicaba - 27 de novembro terça feira, às 19h no anfiteatro da Biblioteca de Piracicaba. Apoio Unesp, Unicam, Consórcio PCJ, Serra do Itaqueri e Prefeitura de Piracicaba

A Caravana Geopark Corumbatai é uma série de encontros que ocorre uma vez por mês em cada município pertencente ao Projeto Geopark Corumbataí, com o intuito de discutir questões relacionadas à implementação de um Geoparque na região da Bacia Hidrográfica do Corumbataí, território composto pelas cidades: Analândia, Corumbataí, Charqueada, Itirapina, Ipeúna, Rio Claro, Santa Gertrudes e Piracicaba.

Programação da Caravana Geopark Piracicaba
Programação da Caravana Geopark Piracicaba

O objetivo do evento é reunir o Grupo de Trabalho (GT) do Projeto Geopark Corumbataí, composto por representantes da Universidade Paulista (Unesp de Rio Claro), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Consórcio Intermunicipal das Bacias dos Rios Piracicaba,  Capivari e Jundiaí (Consórcio PCJ), com Prefeituras, população e empreendedores locais, para expor o conceito de Geoparque como promotor da conservação do patrimônio natural, educação ambiental e sentimento de pertencimento,  ecoturismo e desenvolvimento sustentável, e apresentar a geodiversidade e as potencialidades locais e regionais.

Após as apresentações é aberto um espaço de diálogo entre os presentes, para que possam se manifestar sobre o assunto. Ao final, a equipe de trabalho distribui fichas de cadastro para preenchimento dos pontos de interesse para o futuro Geoparque e suscita a formação de um Grupo de Trabalho local para figurar como interlocutor entre as partes.

Ao todo, já ocorreram sete reuniões, cada uma em um município do território da Bacia do Corumbataí e Piracicaba configura o último encontro da Caravana neste ano de 2018.

Sobre a Caravana Geopark Corumbataí

Outras informações podem ser obtidas por meio do site geoparkcorumbatai.com.br ou através da página do Facebook: https://www.facebook.com/GeoparkCorumbatai/

Geoparque

Geoparques ou Geoparks são áreas geográficas onde sítios e paisagens de relevância geológica são administrados com base em um conceito de proteção, educação e desenvolvimento sustentável. Dessa forma, é estimulada na população a criação de atividades econômicas suportadas na geodiversidade da região, quer seja de caráter turístico, cultural, arqueológico, arquitetônico, etnográfico, gastronômico.

Convite Caravana Geopark em Piracicaba - 27 de novembro terça feira, às 19h no anfiteatro da Biblioteca de Piracicaba. Apoio Unesp, Unicam, Consórcio PCJ, Serra do Itaqueri e Prefeitura de Piracicaba
Convite Caravana Geopark em Piracicaba

Os Geoparques são responsáveis por estimular e fornecer às comunidades locais a oportunidade de desenvolver parcerias, com o objetivo de conservar processos e características da evolução geológica da área.

 

Nathalie Gallo – Jornalista
MTB – 0082608/SP
(19) 9 9741-6195
E-mails: n209462@dac.unicamp.br / ngallo.mestranda@gmail.com
PROJETO GEOPARK CORUMBATAÍ
Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP
INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS – IG
Mestranda em Ensino e História de Ciências da Terra